exames
Cirurgia reduz risco de câncer de mama
O câncer de mama é a quinta causa de morte por câncer no mundo e o segundo tipo mais frequente, pois aproximadamente 7% das mulheres devem desenvolver a doença durante a vida. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 1 milhão de novos casos da doença são diagnosticados anualmente e a incidência está aumentando em países europeus, afetando uma a cada 16 mulheres. Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) estimaram que, em 2008, o número de novos casos no Brasil atingiriam 49.400. Desse total, entre 10% e 15% são hereditários. “Quando a mãe ou a...
Consulta com seu oncologista
A primeira consulta tem por objetivo permitir ao médico estabelecer um vínculo com o paciente e sua família e, ao mesmo tempo, fornecer ao médico informações clínicas importantes durante a conversa e exame clínico do doente. Serve também para que o médico possa analisar exames que o paciente porventura já tenha feito....
Que exames podem ser feitos na prevenção?
A prevenção do câncer de mama pode ser dividida em prevenção primária e secundária. Prevenção primária é tudo o que pode ser feito para evitar o desenvolvimento de um câncer (ver o item Como Diminuir). Prevenção secundária consiste na realização de testes ou exames que possam detectar precocemente um câncer já instalado, uma lesão pré-maligna, ou ainda identificar uma lesão que indique um risco aumentado de a paciente desenvolver um câncer no futuro. Com base nestes exames que detectam lesões de risco, lesões pré-malignas e/ou lesões cancerosas em fase precoce, é possível intervir terapeuticamente, curando potencialmente a quase totalidade das pacientes. Entre as...
Determinação do prognóstico do câncer de mama
Fazem parte da determinação prognóstica do câncer a avaliação da extensão da doença (denominada de estadiamento) assim como a caracterização adicional da presença ou ausência de determinadas proteínas (testadas pela técnica denominada imunohistoquímica) ou a presença exacerbada de determinados genes. Além disso, a doença tem de ser necessariamente colocada no contexto da idade e comorbidades da paciente, seu suporte familiar e estrutura de apoio. Estadiamento (avaliação da extensão da doença) A extensão do câncer de mama tem de ser avaliada em todos os casos, pois ajuda a determinar a melhor estratégia de tratamento. O estadiamento leva em consideração o tamanho do tumor na...
1