células
Novo estudo tem potencial para mudar forma como se trata câncer de mama
A publicação de um estudo na conceituada revista científica Journal of the American Medical Association (JAMA) em 09 de fevereiro deste ano, questiona a validade de um paradigma no tratamento do câncer de mama que já dura algumas décadas. O dogma que prega a retirada dos gânglios das axilas quando o tumor houver se espalhado para esses gânglios passa agora a ser questionado. Mas para contextualizar esta nova informação que agora surge, temos de olhar para o que vem ocorrendo ao longo das últimas décadas em relação ao tratamento do câncer de mama. Inicialmente, o tratamento cirúrgico era a única...
Hormonioterapia
A hormonioterapia é a classe de medicações mais efetiva de que dispomos para o tratamento de pacientes cujos tumores tenham expressão dos chamados receptores hormonais. Estes receptores são o receptor de estrógeno (RE) e de progesterona (RP), e sua presença qualitativa e quantitativa é determinada pela avaliação do tumor através da técnica denominada de Imunohistoquímica. Assim, absolutamente todo tumor de mama deve ser avaliado quanto à presença ou ausência destes receptores, e preferencialmente esta avaliação deve ser feita por um bom laboratório, com controles de qualidade adequados. A presença destes receptores (ou de apenas um deles) indica um benefício da...
Quimioterapia
Introdução e contexto da Quimioterapia Existe, nos dias de hoje, um grande leque de opções de tratamento para o câncer de mama. Para cada tipo e estadio da doença (extensão da doença), são várias as opções. Esta variedade de modalidades de tratamento pode parecer confusa ao paciente, mas segue regras bastante claras que norteiam o tratamento de cada paciente. O princípio da terapia curativa do câncer de mama é a cirurgia. Embora a cirurgia não necessariamente tenha de ser o primeiro tratamento, sempre que houver intenção de cura, a cirurgia deve fazer parte do tratamento. Em determinadas situações, dependendo do...
Tipos de câncer de mama
O que é o câncer de mama? O câncer de mama consiste em um crescimento descontrolado de células da mama que adquiriram características anormais (células dos lóbulos, produtores do leite, ou dos ductos, por onde é drenado o leite), anormalidades estas causadas por uma ou mais mutações no material genético de uma célula destas estruturas. Existem mutações que fazem com que uma célula apenas se divida exageradamente, mas não tenha a capacidade de invadir outros tecidos. Isto leva aos chamados tumores benignos ou não cancerosos. Quando ocorrem mutações no material genético de uma ou mais células, e esta(s) adquire(m) a capacidade...
Radioterapia
Introdução e contexto da radioterapia Existe, nos dias de hoje, um grande leque de opções de tratamento para o câncer de mama. Para cada tipo e estadio da doença (extensão da doença), são várias as opções. Esta variedade de modalidades de tratamento pode parecer confusa ao paciente, mas segue regras bastante claras, que norteiam o tratamento de cada paciente. O princípio da terapia curativa do câncer de mama é a cirurgia. Embora a cirurgia não necessariamente tenha de ser o primeiro tratamento, sempre que há intenção curativa, a cirurgia deve fazer parte do tratamento. Em determinadas situações, dependendo do estadiamento da...
1